TXkee3kP11b9iCxQNaAzgCv06fcYr0PwaUyv0L0R

Popular

Report Abuse

Contributors

Search This Blog

Arsip Blog

Follow by Email

About Us

MWp8NWNaLGp5LGR5NWJdNGF8MCAky7cowTkiwWJ5

Comments

Subcribe Now

Subscribe New Articles

Subscribe to Our Newsletter for Get Quality Updates on Your Email. It's Free!

loading...

Latest Posts

Ford Mustang vai para o “Hall da Fama dos Inventos” como símbolo da inovação automotiva

A Ford inaugurou uma exposição permanente do Mustang no Hall da Fama Nacional dos Inventores, nos Estados Unidos, escolhido como símbolo da inovação automotiva nos últimos 50 anos. O modelo preparado especialmente para a mostra no museu, situado no estado da Virginia, como uma espécie de “máquina do tempo”, representa a fusão do primeiro Mustang de 1965 com o novo, relançado em 2015.

Os veículos são unidos no comprimento, inclusive no interior, que é funcional. O evento incluiu uma homenagem a Henry Ford, fundador da empresa, no Hall da Fama dos Inventores. O Mustang “máquina do tempo” faz parte de uma nova exposição permanente que celebra o poder da propriedade intelectual no museu do Escritório de Marcas e Patentes dos EUA. Aberto ao público, ele preserva a história das grandes invenções e o seu significado para o progresso, inovação e cultura.

Os visitantes do museu podem sentar em ambos os lados do carro e comparar suas características e detalhes de estilo, desde o rádio AM, janela manual, ventilação e cintos de segurança disponíveis em 1965, até a tela sensível ao toque do Mustang 2015. Há também alto-falantes que permitem comparar o ronco dos motores V8 original e atual em marcha lenta.

Patentes exclusivas

A mostra inclui várias patentes do Mustang atual e do carro original. O museu buscou a parceria da Ford no projeto devido ao papel importante da empresa na história da inovação, tendo o Mustang como ícone nesse meio século. Quando o Mustang foi lançado, não houve registro de suas patentes de estilo. Só depois que o carro provou ser um grande sucesso – vendendo mais de 1 milhão de unidades em 18 meses – é que as patentes foram consideradas.

“Foi tudo tão rápido, desde o projeto à produção do Mustang original, que não foram criadas patentes de estilo na época”, diz Chris Danowski, diretor de comercialização de tecnologia e licenciamento de propriedade intelectual da Ford. “No carro atual, só o Mustang conversível 2015 gerou 36 patentes de estilo, que garantem suas características únicas. Ele também tem muitas patentes funcionais para itens como a estrutura dos airbags, Assistência de Emergência e outras.”

Em 1965, o Mustang usou mais de 100 patentes funcionais da Ford, incluindo detalhes que os clientes da época adoravam, como alto-falante traseiro e capota conversível elétrica. Há também funções que depois se tornaram comuns, como a patente 3.271.540 – a origem do sinal de pisca com desligamento automático da Ford.

Hoje, o Mustang é uma fonte de criatividade de design e engenharia. Ele introduziu o primeiro airbag de joelho incorporado ao porta-luvas, que gerou 15 patentes, e o controle de arrancada. Também traz recursos específicos para os tempos modernos, como o banco com almofada patenteada que se ajusta a uma carteira ou celular no bolso de trás para aumentar o conforto.

Muitas dessas patentes são ilustradas no carro exposto no museu, que combina cerca de 60% da cabine do motorista do Mustang original e 60% do novo modelo – ambos com console e tecnologias da época. O lado esquerdo reproduz o Mustang 1965 e, o outro, o Mustang 2015 com direção do lado direito, presente em vários dos 150 países onde o carro hoje é vendido.

Fonte: Imprensa Ford

Related Posts
SHARE

Related Posts

Subscribe to get free updates

Post a Comment

Sticky