TXkee3kP11b9iCxQNaAzgCv06fcYr0PwaUyv0L0R

Popular

Report Abuse

Contributors

Search This Blog

Arsip Blog

Follow by Email

About Us

MWp8NWNaLGp5LGR5NWJdNGF8MCAky7cowTkiwWJ5

Comments

Subcribe Now

Subscribe New Articles

Subscribe to Our Newsletter for Get Quality Updates on Your Email. It's Free!

loading...

Latest Posts

Durante a COP21 veículos elétricos da aliança Renault-Nissan percorreram 175.000 km com zero emissões*

Disponibilizada durante a COP21, a frota de veículos elétricos da Aliança Renault-Nissan transportou mais de 8.000 delegados participantes, jornalistas e negociadores, percorrendo 175.000 km sem emitir CO2 ou consumir uma única gota de combustível durante as duas semanas da conferência anual sobre mudanças climáticas, realizada em Paris. O uso desta frota de 200 veículos elétricos permitiu economizar aproximadamente 182 barris de petróleo, ou o equivalente a 18 toneladas de CO2, que deixaram de ser emitidas.

A Aliança Renault-Nissan foi o fornecedora oficial do serviço de traslado realizado por carros de passeio durante a COP21, realizada de 30 de novembro a 11 de dezembro. Esta frota de veículos elétricos foi a maior já utilizada em uma conferência internacional.

Os veículos elétricos fizeram mais de 3.800 traslados para transportar os delegados participantes entre os hotéis e a sede da conferência, localizada no Parque de Exposições Paris-Le Bourget, na região norte da capital francesa. A frota de veículos incluiu o compacto urbano Renault ZOE, o hatch Nissan LEAF e o utilitário de 7 lugares Nissan e-NV200. Colaboradores da Renault e da Nissan se ofereceram como voluntários para conduzir os veículos e atuarem como embaixadores da mobilidade elétrica zero emissão, realizando o transporte dos delegados da COP21 para complementar a oferta de transporte público. Esta é a primeira vez que as Nações Unidas utilizam uma frota 100% elétrica para o serviço de traslado de passageiros durante uma conferência sobre o clima.

A COP21 também é resultado da Declaração de Paris sobre a mobilidade elétrica e as mudanças climáticas, um contrato que tem como objetivo incrementar a presença de veículos elétricos e da infraestrutura de recarga. A Aliança Renault-Nissan assinou este acordo, com o objetivo de manter o setor de transportes alinhado com os compromissos assumidos durante a COP21, para reduzir os impactos das mudanças climáticas.

Terminais de recarga rápida disponibilizados ao público

A Aliança Renault-Nissan instalou uma rede de 90 terminais de recarga padrão e rápida em locais estratégicos, alimentados por eletricidade de baixo carbono fornecida pela EDF. As emissões residuais foram compensadas por um programa de compensação de carbono certificado pelas Nações Unidas.

13 dos 27 terminais de recarga rápida e semirrápida instalados continuarão à disposição do público, incluindo dois terminais de recarga rápida no aeroporto Charles de Gaulle, dois no anel rodoviário periférico de Paris e um no aeroporto de Orly. Os terminais de recarga rápida têm condições de recarregar 0 a 80% da capacidade de um veículo elétrico em aproximadamente 30 minutos.

A Aliança Renault-Nissan é líder mundial em veículos zero emissão e produz metade de todos os veículos elétricos em circulação atualmente. Renault e Nissan venderam mais de 280.000 veículos elétricos desde a comercialização de seu primeiro modelo, o Nissan LEAF, ao final de 2010.

* Nem emissões de CO2 e nem poluentes atmosféricos regulamentados durante a condução, de acordo com o ciclo de homologação NEDC.

Sobre a aliança Renault-Nissan

A Aliança Renault-Nissan é uma parceria estratégica entre a francesa Renault, que tem sua sede em Paris, e a japonesa Nissan, cuja sede fica em Yokohama. Juntas, as empresas vendem mais de 1 a cada 10 carros comercializados em todo o mundo. Parceiros estratégicos desde 1999, os dois grupos venderam 8,5 milhões de veículos em aproximadamente 200 países em 2014. A Aliança também mantém parcerias estratégicas com outras montadoras, como a alemã Daimler, a japonesa Mitsubishi, a chinesa Dongfeng e a indiana Ashok Leyland, além de possuir participação majoritária na joint venture que controla a maior montadora de automóveis russa, a AvtoVAZ, fabricante da marca Lada.

Fonte: Imprensa Renault

Related Posts
SHARE

Related Posts

Subscribe to get free updates

Post a Comment

Sticky